E a Dory “se achou”

procurando-dory
E é isso aí… O que se esperava está sendo confirmado e Procurando Dory, a parceria entre Pixar e Disney Animation segue nadando na frente da concorrência e se mantêm em 1º lugar em seu terceiro fim de semana, isso não é pouca coisa, considerando tanto O Bom Gigante Amigo e A Lenda de Tarzan, embora o segundo não seja lá um desastre por completo.
O tema da continuação de Procurando Nemo, focada nessa carismática personagem azul têm tornado difícil o desempenho do Bom Gigante Amigo apesar da direção assinada por Steven Spielberg.

Por que o mito de Tarzan não funciona mais?

a-lenda-de-tarzan
Poucos heróis modernos são tão famosos quanto Tarzan, talvez o personagem mais conhecido a partir de um romance do século XX cuja lenda, Hollywood tem alimentado durante os último cem anos e a cada dois anos, nos deparamos com uma nova adaptação do personagem.

Ao contrário de O Livro da Selva, o novo filme não pôde lançar a bagagem racista e sexista da sua história original.

Os criadores de A Lenda de Tarzan tomaram uma decisão ousada ao importar um novo elemento importante para dentro dessa nova narrativa: a figura histórica de George Washington Williams. Williams era um soldado, político e escritor cuja peça “Open Letter to His Serene Majesty Léopold II” de 1890 condenava o tratamento desumano adotado no Congo sob o regime belga.
O novo enredo transforma Tarzan num herói abolicionista e abafa o fato de que a própria família de Tarzan, Greystokes no original, faziam parte da classe dominante imperial. Tentou-se, sem sucesso resolver dois problemas: contar a história por um novo ponto de vista e torná-lo politicamente atual mas, ao resolverem o primeiro, se enroscaram no segundo e dessa forma, a escolha mais inteligente do roteiro é também o seu principal erro.

‘Star Trek’: as muitas mortes da USS Enterprise

uss-enterprise

A icônica nave é destruída no próximo mês em ‘Star Trek Beyond‘ – e essa, não é a primeira vez.

Star Trek III: The Search For Spock (1984)
A primeira vez que a nave pereceu foi, justamente, sob o comando do lendário Capitão Kirk e sua valorosa equipe original. Isso se fazia necessário naquela ocasião afim de que os Klingons não tomassem a poderosa embarcação. Essa ação, dizimou uma parcela considerável de Klingons.

“Yesterday’s Enterprise” (1990)
Nesse episódio da terceira temporada de Star Trek: The Next Generation, que lidava com viagens no tempo, ocorre a destruição de uma segunda segunda nave, batizada de Enterprise-C. Ela fora destruída pelas mãos dos Romulanos e isso levou à paz entre a Federação e os Klingons.

“Cause and Effect” (1992)
Os eventos ocorridos na quinta temporada de Next Generation, foram desfeitos, graças a outra absurda viagem no tempo mas, não apaga o fato de que tivemos de engolir a Enterprise-D sendo destruída pois, fica claro que a mesma encontrava-se presa a um loop temporal.

Star Trek: Generations (1994)
A Enterprise-D acabou sendo destruída “realmente” no primeiro filme Next Generation após sofrer danos decorrentes de uma batalha entre separatistas Klingon, evacuada antes de explodir. A maior parte da tripulação conseguiu escapar ilesa mas, podemos notar um número curioso de vítimas e é isso que nos leva a crer que a Enterprise não conta com suportes salva-vidas suficientes para toda a tripulação.

“Twilight” (2003)
Em uma linha de tempo alternativa, onde o Capitão Archer – líder da tripulação do NX-01, a primeira nave estelar Enterprise Starfleet construída – foi infectado por um parasita devorador de memórias e percebeu que a única maneira de salvar a humanidade da quase extinção seria provocar uma explosão grande o suficiente para desfazer toda a linha temporal.
Como produzir tal explosão? Destruindo a Enterprise, ôx!
Preciso, urgentemente, de alguns parasitas devoradores de memórias…

Star Trek Beyond (2016)
O que será feito agora? Claramente a Enterprise aparece sendo destruída no trailer mais recente e não faz sentido que no 50º aniversário da franquia esse ícone da cultura pop seja deixado de lado, substituído. Mas, talvez, novas fronteiras necessitem de novas naves.
Vamos descobrir, juntos, no dia 22 de julho quando Star Trek Beyond chegar aos cinemas.

Fall Out Boy e Missy Elliott lançam música-tema para novo filme Caça-Fantasmas

caca-fantasmas-girls
Fall Out Boy e Missy Elliott intensificam e dão um brilho particular ao tema interpretado na versão original do longa de 1984 por Ray Parker Jr.
“I’m not afraid, I’m not afraid, I’m not afraid,” Stump wails over the hectic arrangement, which also includes a classic motormouth verse from Elliott. “Can’t sleep and I’m home alone/ Nighttime, my lights on/ Whooo! got me scared/ Whooo! hidin’ underneath my bed/ In my closet, down the hall I see shadows all over my wall,” são as rimas de Missy Elliott no novo refrão.

Ouça agora a nova música tema: